sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Onde ficou minhas esperanças

Nenhum comentário:

Vamos,  nossas histórias melódica vão demostrar. O quanto imperialismo é. O desejo. Impetuoso e humano. Vamos observar. Somos medidos por nossas buscas Em melhor conviver entre. Si. Medo. Do passado. Lá., eu. Vi felicidade. Vamos nos colocar Em nossos desejos... somos fruto. De escolhas. Até. De ontros. Encontros 

Vamos descobrir

Nenhum comentário:

Eu mudei.  Achei que nunca mais iria me sentir. Assim.  Porem aqui. Estou. Me sentindo solitário. Sem o seu amor. Me dói saber..  continuaremos nos sentindo como dois estranhos.  Eu sinto. Sucesso às falta. Eu queria poder saber lidar. Você rompeu. O que acreditava Em ser fruto. Do amor. Entre dois seres.  Tristes Em saber Vou quanto. Perdida. Fiquei.  Medo. Onde escreveram os meus medos. Me diga. Quanto. Possivelmente retornar a vela. Sorridente. Bebendo. Vodca. E contigo Oi tudo bem. Seguinte Tua imortalidade Em meus versos.  Deixa Eu adivinhar nossas saudades.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Variações

Nenhum comentário:

O momento  atual  é desconfortante  pois não sabemos por quanto tempo será  possível  viver em tais condições  mentais.
O improvável  sentido  de liberdade  física, nos tornam  escravos da mente  o corpo só  responde se assim  achar necessário.
Eu realmente  poderia está  feliz. Porém  não estou. Preciso  descobrir  como é  aguentar a liberdade de uma mente  que não deseja  tais benefícios, ambos crescendo através  do medo. Já  pode até  ser verão o sol continua queimando cada parte de minha luta em continuar firme  na busca. De alguma resposta.

domingo, 17 de agosto de 2014

Precipitação

Nenhum comentário:

Não posso  esquecer tudo o que compartilhamos, em cada diferença , podíamos nos transformar em seres  únicos. Logo,  já busco  desenrolar às desavenças, propiciadas pelos desafios dos quais  estamos fugindo, não por medo. Apenas para evitar  dificuldades  que o futuro  propõe para aqueles dos quais escondem a sua humanidade e recusa ser humilde  com o seu próximo.
Não quero  decidir  quem é  o escolhido, sejamos sensatos. Já  se sabe os que são  vistos. Já se relacionam os bons  na esperança  de buscar  seu espaço. Eu sonho com a morena me trazendo um café. E eu pedindo para  que evitasse fumar  o seu cigarro  porém  aceite  um trago Do meu afeto e preocupação com os diferentes.
Minha astúcia  nada seria impossível sem minha capacidade  de visualizar, você  por toda vida quis  se esconder. Tenha a mente sã. Precisaremos  dela amanhã,  não imaginava  o quanto era especial. Quem será  justo  por fim  e me capacitará para tentar crer em um amanhecer  e saber  que a criança  cresceu e sua fé  no céu  não  foi disperdisada

Nariz entupido

Nenhum comentário:

Tentei  noite passada conseguir dormir. Secreções me irritaram, os espirros continuam e provocou insatisfação.
Mas o que realmente me tirou Do serio  sinceramente, seria  o meu maldito  nariz  entupido. Não me permitindo respirar  e perder  paciência, buscando ar,  comovem até  peixes que sente-se  sufocado quando seu habitat  é  perturbado por aquilo que desagrada a sua realidade.
Gostaria de entender  como ela sabia... E desejaria receber  sua mágica. Portais  não existem e eu nunca terei a jovem  que conheci e que aflorou toda essa loucura de escritor.

sábado, 19 de abril de 2014

Sorvete

Nenhum comentário:

Menina eu te amo… eu amo notar cada semelhança e coisas tão bonitas, em teu corpo, teus sinais.. nossa eu poderia contar eles como eu conto as estrelas, tua boca ela é tão linda irradia o seu sorriso a sua força de vontade de tua forma de conversar comigo isso me deixa completamente encantada. Não com desejos tão sacanas na verdade eu lhe desejo exatamente como me trata. Com respeito com carinho. Admiração. Poremos nos esconder de tudo e todos, talvez por algum tempo ou até mesmo para sempre. Pois dependendo de mim eu realmente só a vejo assim, uma mulher cheia de brilho. Crescendo que deseja algo que luta por algo, deseja tanto quanto eu. E foca todos meus sentimentos em tuas vontades são lindas. Eu já percebi que seus olhos são castanhos e que eles são claros. Eu consigo reconhecer o seu perfume muito mais longe do que imaginas. É tão linda quando eu noto cada erro em sua forma de movimentar os lábios e pronunciar cada palavra. Entende? Eu realmente posso escrever sobre ti. Por sinal eu desconheço realmente tuas forças de vontades. Na verdade você trouxe a tona o que eu realmente sentia falta em uma musa. de minha inspirações. Escrevo para ti menina de gelo, menina que me deixa fria e relaxa meus músculos tensos de rancores, raivas e até rejeições. Você em cada palavra me ensinou boas vocações. Voltou a tona o que eu realmente desejo para mim. Isso é bonito. Pois eu sinto que não está bem, e por incrível que pareça eu não desejo te vê ruim. eu quero sua luz novamente brilhando com a mesma intensidade da qual eu à identifiquei ontem, hoje e até de uma forma fugaz prevendo o teu futuro. Vou agir lentamente, lhe respeitando e deixando total espaço para um dia se abrir para mim… eu te sonho e te venero em cada paço e cada sorriso. Eu estou me apaixonando por você e eu não acho um erro… na verdade você não poderia me machucar sua ingenuidade me fascina. És um anjo localizado em minha vontade de continuar. Me deixe perpetuar.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Eu acordei.

Nenhum comentário:

Não merece sentir-se assim, sabe… eu andei pela escuridão, porém hoje eu lhe digo com certeza que eu consigo vê a luz. E ela brilha me chamando para mais próxima dela. Me convidando para irradiar ainda mais, de uma forma de que quem não suportar irá se retirar e chamarei para perto as estrelas que mesmo em todas as noites mais escuras estarão lá por mim. Brilhando por um motivo, por uma razão. Eu vivo e respiro de amor, sinto isso pelas coisas simples. Não acredito poder explanar com tanta certeza! porém eu lhe informo o seu trabalho aqui acabou. Quero crescer, ser mais e quem sabe poder superar e finalmente descansar. Pois eu vim para crer e aprender que no fundo tudo é consequência das influências e escolhas, sendo elas: Boas ou Ruins. O Yin-Yang da minha vida inicia-se quando eu finalmente deixei para trás uma bagagem que carreguei durante essas longos dias do qual eu recebi outra provação do meu senhor divino. Minha consciência clama finalmente pela luz. O brilho da lua, sinto energizar-me de uma forma que me faz caminhar até dias e anos em busca do meu bem está e do seu. Desculpe se hoje eu penso mais em mim, faz parte. Estou aqui para aprender. Aprender. E mais uma vez: Aprender.

Menina dos olhos castanhos, eu te agradeço por tua luz, sabe o quanto ela brilha em mim também? Eu costumava me amargurar em meu orgulho na esperança de que um dia tudo poderia se resolver apenas com minha própria busca pelo elegante pote de outro do final deste arco-íris. Provações. Eu creio. Já vivi por longos anos de escuridão. Minha rejeição é realmente aceitar que realmente eu vim perfeita para este mundo. Ultimamente tudo voltou a ter significado. Não são só apenas meus próprios conhecimentos e sim a boa vontade em cada luz, seres vivos e não vivos. Espero vocês. Desejo continuar o caminho. Não me coloque para baixo, não me julgue por meus atos. Me faça sentir-me merecida. Por carinhos, afetos e até amores quem sabe minha alma gêmea.